INFECÇÕES FÚNGICAS – NOVAS ORIENTAÇÕES DA ANVISA

A Anvisa publicou a nota técnica 4/2021 onde contém orientações para vigilâncias, identificação, prevenção e controle de infecções fúngicas, agressivo em pacientes de covid-19 em ambiente hospitalar.

A nota técnica elaborada por especialistas no assunto, incluindo o Ministro da Saúde, que evidencia a importância vigilância e diagnóstico de coinfecção (contaminação simultânea) fúngica, concedendo o tratamento precoce de modo que atuará prevenindo o agravamento do quadro clínico ou a morte do paciente.

Segundo a  nota técnica 4/2021 há uma semelhança aos sintomas entre covid-19 e as doenças fúngicas, incluindo febre, tosse e falta de ar. O teste laboratorial  é fundamental para apontar se o paciente identifica clínica progressiva em função ao Sars-CoV-2 e suas complicações, pela infecção fúngica ou ambas.  

Desde o inicio da pandemia, inúmeras publicações com caráter cientifico tem alertado a comunidade de saúde sobre a ocorrência de infecções fúngicas em pacientes portadores de formas graves dessa doença, isso poderá exigir cuidados intensivos por longo período.

Gostou do conteúdo?

Clique nos botões abaixo e compartilhe.

O que você gostaria de acessar?

SAVE THE DATE